Empreender-com-alimentacao-os-numeros-da-ABF-franchising-franquias

Empreender com alimentação: números da ABF 

Uma pesquisa encomendada pelo Instituto Herbalife Nutrition em 2019, mostrou que 77% dos brasileiros demonstram o desejo de empreender. Além disso, o mesmo estudo apontou que 21% já estavam iniciando ou já haviam iniciado seu próprio negócio.  

Dentre tantos nichos possíveis para empreender, um dos que mais chama a atenção é o de franquias alimentícias.

Em constante crescimento, o setor havia movimentado cerca de R$48 bilhões em 2019 e é considerado o segmento mais forte do meio. 

Entretanto, com o início da pandemia de Covid-19 em 2020, o ramo de alimentação acabou sendo afetado. Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), em 2020, o faturamento anual das franquias de alimentação foi de cerca de R$40 bilhões. 

Apesar da queda em números de faturamento, o setor foi o menos afetado, visto que a alimentação é algo essencial na vida de todos. Inclusive, o número de franquias alimentícias aumentou nesse período de pandemia, passando de 35% para 37%.  

 

Alternativas para empreender com alimentação 

Apesar do declínio nos números de faturamento, um dos motivos que fez o setor de alimentação não ter uma queda ainda maior, foi a adoção de algumas medidas especiais.  

Com a impossibilidade dos clientes irem até as lojas físicas, o serviço de delivery foi bastante utilizado pelas franquias de alimentação. Com essa medida, o número de vendas não sofreu uma queda tão grande, além de que com o serviço funcionando a distância, o empreendedor viu o custo com manutenção da unidade reduzir.  

 

O futuro é logo ali 

A alimentação é essencial, portanto, esse é um segmento que sempre estará em alta, e caso ocorra algum problema, como por exemplo, uma crise sanitária ou econômica, a queda não será tão acentuada, como já mencionamos acima.  

Para o ano de 2022, a tendência é que as franquias de alimentação se recuperem plenamente e sigam em constante crescimento.

 

Retomada com delivery

O aumento no número de serviços de entrega, facilitou a vida de muitos empreendedores, então a tendência é que o serviço permaneça, mesmo quando retornar normalmente as atividades presenciais.

Com as vendas físicas e por delivery, o aumento de faturamento das redes deve se retomar em ritmo galopante.  

 

Confiança entre franqueados

Em levantamento organizado pela ABF, de 340 redes franqueadoras (não necessariamente de alimentação) entrevistadas, cerca de 64% acredita que o setor terá aumento de mais de 10% em 2021. É um cenário otimista para quem quer empreender com franquias.  

 

Empreender com alimentação saudável 

Uma das principais dicas para empreender com alimentação é apostar no setor de comidas saudáveis. Nos últimos anos o setor tem crescido e conquistado diversos consumidores.  

Segundo a 12º Pesquisa Setorial ABF Food Service, organizada pela Associação Brasileira de Franchising, o número de cardápios que adotam essa tendência, saltou de 43% para 55% em 2018 e 2019.

Além disso, cerca de 63,9% das redes passaram a monitorar temas relacionados à saudabilidade, como por exemplo, ingredientes e opções mais saudáveis.

Já 38,9% das franquias estão adaptadas e acompanhando o desenvolvimento das tendências veganas e vegetarianas.

 

Você pode se interessar:

Açaí, a Pérola Negra da Amazônia;

Minipédia de Investimento em Franquias, o Super E-book Maria Açaí;

Como Investir em Franquia — Conceitos e comparação com outros investimentos.

 

Baixe grátis:

 

[wpforms id=”5581″ title=”true” description=”true”]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *